Para apreciar um delicioso fondue é preciso escolher os melhores queijos para esta famosa receita de outono/inverno. Queijos frescos e sem maturação, como o queijo minas e a mussarela, por exemplo, não são tão indicados para o fondue, já que após o derretimento não ficam com texturas tão agradáveis para servir.

A Barbosa & Marques, empresa centenária na produção de lácteos e fabricante dos produtos REGINA, selecionou algumas sugestões que irão deixar sua receita ainda mais saborosa e especial. Confira:

  • Edam – Queijo muito popular na Holanda, comercializado em feiras livres e normalmente no formato de uma bola. Sabor suave, aromático e um pouco adocicado. É um queijo tipicamente de mesa devido ao apelo irresistível de suas olhaduras.
  • Emmental – Queijo duro, amarelo- claro, de sabor suave. Ideal para ser fundido após seis meses de cura. Um clássico dos alpes suíços. Não pode faltar na hora de receber os amigos!
  • Gruyere – Queijo de massa cozida, de textura semidura, plena de olhaduras (buraquinhos), a maioria do tamanho de uma avelã. Seu sabor é suave e adocicado, lembrando o sabor de leite maltado e aroma de amêndoa.
  • Gouda – Conhecido mundialmente, o queijo é de origem holandesa. No Brasil, é produzido de forma similar ao queijo prato, mas tem características típicas como massa mais macia, sabor suave ligeiramente adocicado, muitas olhaduras, textura macia e casca fina.
  • Provolone – Tem sua origem na região da Lombardia, na Itália, e é um dos queijos mais conhecidos do mundo. Tem diversos formatos e o peso varia de 200 g a 5 kg. São amarrados com cordas ou redes sintéticas e secam pendurados, depois são defumados até se obter a cor desejada da casca. O provolone envelhecido de 2 a 3 meses é flexível e aveludado, com uma casca fina e encerada, e é conhecido como provolone doce ou suave.

Fonte: assessoria de imprensa